X

Fale Conosco:

Associação de Cultura Yôga Braga Rita Gonçalves

Sede social: Praceta André Soares, 37 - 4715-002 - Braga / Portugal

Telefone: 253 687 124 - Telemóvel: 910 922 128 / 916 164 943

E-mail: geral@yogabraga.pt

Aguarde, enviando contato!

Não é possível afirmar com exatidão, a data do surgimento do Yôga! O que se sabe, é que o Yôga já estava presente entre a Civilização Harappeana, que teve seu apogeu há mais de 5.000 anos, onde hoje é o noroeste da Índia e o Paquistão. Estes factos são atestados por resquícios arqueológicos de peças, mostrando imagens de ásanas, técnicas corporais do Yôga.

A Civilização Harappeana, foi uma sociedade avançadíssima, que desenvolveu as artes, o urbanismo, a arquitetura, a confecção de tecidos e roupas, a matemática, a astronomia, a agricultura e o comércio. Como habitual naquela época, um dia Harappa declinou e desapareceu. Após a sua queda, a região passou a ser dominada pelos Áryas, ou arianos (cerca de 1.500 a.C.). Há algumas explicações para o declínio dos drávidas, que levam em conta transformações ecológicas e as invasões violentas perpetradas pelos Áryas.

Por volta do séc. III a.C., um Mestre ariano chamado Pátañjali, escreveu um compêndio sobre Yôga, o Yôga Sútra, livro que estabeleceu a codificação do que ficou conhecido como Yôga Clássico e permitiu a esta filosofia ser assimilada oficialmente pelo Hinduísmo.

A palavra Yoga vem da raiz sânscrita yuj, que significa atrelar, unir, juntar. Uma excelente tradução para a palavra Yoga é união.

Para o praticante utiliza-se o termo yoguin (lê-se yôguin), ou yoguini quando se tratar da mulher. Conceitualmente o praticante de Yoga - também conhecido como sadhaka ­aspira  atingir três estados:

I - a união consigo mesmo

2- com os demais seres

3- com o absoluto

Neste sentido, esta fIlosofia milenar ultrapassa os anseios daqueles que desejam o Yôga somente para  manter a forma ou acalmar os nervos, colocando o praticante diante de um universo de  autoconhecimento, que essas técnicas milenares propiciam, podendo levar o ser humano à sua plena realização.

Yôga não é performance! Yôga é filosofia de Vida!